AMADA AMANTE DOS VERSOS
Sou borboleta, sou metamorfose; sou quase perfeita... sou osmose. Sou Madalena de Jesus.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


 



A CLARIDADE PRESA NA NOITE

"Se cada dia cai dentro da noite,
há um poço onde a claridade está presa..."

Pablo Neruda


 
Pablo Neruda assim me diz:
_ "Se cada dia cai dentro da noite,
há um poço onde a claridade está presa..."

E eu, muito atrevida, 
comporto-me oposta e feliz!
não, não deve ser assim ...
 e da noite, eu lavro a defesa.
Prisão me lembra amarras,
dor, tristezas e açoites.
Digo ao sábio Neruda: 
_ Condicione por outro prisma.
Veja a minha insolência!
_ E se o dia fosse eu?
_ E se a noite fosse o meu marido?
para a noite eu ia sorrindo,
 mesmo se houvesse caído.
Ademais, eu não ficaria presa
por que cada vez mais eu iria
linda, leve, livre e luzindo.
Responderia-me, talvez, o sábio ...
"Não seja boba menina;
noite e dia é como um rio,
a cada dia, a cada noite, uma nova sina."
Penso eu: E até sorrio...
Presa ou livre? Dentro do dia ou da noite?
Deus! Quanto desafio ...
E se fosse cada noite que caísse dentro do dia?
Haveria um poço onde a negritude estaria presa?
A alma é quem o diz ...


Madalena de Jesus
Madalena de Jesus
Enviado por Madalena de Jesus em 15/02/2017
Alterado em 15/02/2017

Música: Borbulhas de Amor - Fagner

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários