AMADA AMANTE DOS VERSOS
Sou borboleta, sou metamorfose; sou quase perfeita... sou osmose. Sou Madalena de Jesus.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos



EPITÁFIO

Ela estava quase adormecida
Despertou e quase em desvario
Remeteu-se ao dia da partida
Tentou escrever um epitáfio

Aqui jaz quem carrega saudade
Dos recantos mais simples da vida
De Belém, a encantada cidade
Das pessoas com alma florida

Aqui vai quem deixou seu sorriso
Vai com poesia para a eternidade
Dançaria se fosse preciso

Para conter quem verte saudade
E não teme o dia do juízo
Pois a todos amou de verdade.

Madalena DE Jesus


Abaixo deixo meu epitáfio com uma correção no 10º verso, por conta de um comentário que recebi no meu Epitáfio acima .  O curioso é que só agora - relendo alguns trabalhos - percebi uma sugestão do amigo Poeta Pacco quanto ao verso -  "Vai co'a poesia à eternidade"... Meus sinceros agradecimentos e pedidos de desculpas por não ter feito o devido agradecimento na ocasião!
Sou infinitamente grata mesmo. E até inspirou-me a fazer um segundo epitáfio no presente momento (12/03/2018 às 17:37)


EPITÁFIO

Ela estava quase adormecida
Despertou e quase em desvario
Remeteu-se ao dia da partida
Tentou escrever um epitáfio

Aqui jaz quem carrega saudade
Dos recantos mais simples da vida
De Belém, a encantada cidade
Das pessoas com alma florida

Aqui vai quem deixou seu sorriso
Vai co'a poesia à eternidade
Dançaria se fosse preciso

Para conter quem verte saudade
E não teme o dia do juízo
Pois a todos amou de verdade.

Madalena DE Jesus
Maria Madalena de Jesus Gomes
Enviado por Maria Madalena de Jesus Gomes em 30/11/2016
Alterado em 12/03/2018

Música: Lago dos Cisnes - Svetlana Zakharova

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Os créditos devem ser concedidos à autora Madalena de Jesus. Acessem http://www.madalenadejesus.prosaeverso.net/ e http://madalenadejesus1.blogspot.com.br/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários